Tina recorda suicídio de dois irmãos: «A depressão é uma doença silenciosa»

  • 3 dez 2021, 18:32

No «Goucha», a convidada recordou duas das tragédias que marcam a sua vida.

A vida de Tina Relvas tinha tudo para ser dramática, no entanto escolheu ser feliz e não viver atormentada com todos os acontecimentos trágicos do passado. Viveu uma infância marcada por maus-tratos, dificuldades, devido ao pai ser adito ao álcool. Teve uma irmã que se suicidou aos 17 anos. Viveu uma bonita história de amor com o namorado durante 14 anos. A relação foi interrompida após um trágico acidente de viação que roubou a vida ao namorado e a deixou entre a vida e a morte. Devido às sequelas do acidente, ela teve de amputar a perna esquerda, acima do joelho, ficando longos meses em recuperação.Quando estava a readaptar-se a uma vida nova, sofreu um novo golpe com a morte do irmão mais novo. Um segundo suicídio na família, que os deixou completamente de rastos: «A depressão é uma doença silenciosa».

Tina recordou com saudades os familiares, mas teve de se levantar novamente, procurar formas de superar a dor. Dedicou-se ao desporto adaptado de andebol e basquetebol em cadeira de rodas, participou em provas nacionais e internacionais. Participa em desfiles de moda. Consegue correr, andar de bicicleta, conquistas que julgava serem impossíveis.

PUB
PUB

Tina quer, através do seu testemunho, ajudar outras pessoas, deixando a mensagem de que desistir não é opção.

MAIS