Goucha questiona Jorge Coutinho: «A Nonô não merecia ter um pai presente?»

  • 12 mai, 18:52

No «Goucha», o convidado recorda a filha Nonô, que comoveu o país com a sua luta contra o cancro.

Muitos conhecem-no como o pai da Nonô, a princesa cor-de-rosa que sucumbiu ao cancro, em 2014. Jorge Coutinho esteve no nosso programa para uma conversa de vida e foi confrontado com todas as questões. Um mês após o diagnóstico de cancro da filha, Jorge saiu de casa. Também por isso, Manuel Luís Goucha questionou: «A Nonô não merecia ter um pai presente?».

Jorge garante que sempre foi um pai presente e justificou a saída de casa: «A Nonô precisava que o pai estivesse bem, ela ao estar num ambiente tóxico, eu não iria conseguir dar-lhe uma estabilidade que precisava». O convidado recordou os vários períodos de internamento e as noites que dividia com a mãe da filha no hospital.

Além da história da pequena Nonô, conhecemos a impressionante história de Jorge: abusado sexualmente em criança, vítima de bullying durante o percurso escolar e encaminhado pelo pai para uma carreira de empresário que não queria, Jorge demorou a encontrar o seu caminho. Graças ao testemunho de força da filha e aos ensinamentos que recebeu no Coaching, Jorge escolheu não sofrer. Escolheu celebrar a vida e homenagear, dessa forma, a sua Nonô. Hoje, Jorge garante ser um homem feliz e realizado, mas ainda com múltiplos planos por concretizar.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos