Mãe de Cláudia estava presa quando a filha morreu: «Ela podia ter acabado mais feliz»

  • 24 mai, 18:07

No «Goucha», Cristina Sousa mostrou-se emocionada a recordar a vida e a morte da filha.

Cláudia Amaral sofria de progeria e foi a vários programas de televisão contar a sua história. No passado novembro, a sua morte comoveu o país. Em exclusivo ao nosso programa, a mãe, Cristina Sousa, falou pela primeira vez sobre a morte da filha. Cristina estava presa quando Cláudia morreu e mostrou-se emocionada: «Ela podia ter acabado mais feliz».

«A pior tortura que eu lhe podia ter dado foi a minha ausência. Penso que ela acabou por falecer, torturando-se a lutar para eu sair para ir para ao pé dela». Agora, em prisão domiciliária, depois de ter sido condenada por injúrias, Cristina admite que ainda não consegue entrar no quarto da filha.

Emocionada, recordou a última conversa que teve com Cláudia, que lhe pediu ajuda, pois sabia que seria o seu último dia de vida.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos