Clara: «Cheguei a pensar em suicidar-me com o meu filho para ninguém sofrer»

  • 18 nov, 17:12

No «Goucha», a convidada recorda o desespero em que viveu.

Clara Duarte, 48 anos, há 26 anos foi mãe de gémeas prematuras, as duas nasceram com problemas saúde e uma das gémeas, Ana, faleceu aos 4 meses. A Bruna sobreviveu, embora tivesse sido operada aos 2 anos ao coração. Clara quis voltar a ser mãe. Foi mãe de um menino, João Pedro, que nasceu com a síndrome de Dravet, uma doença similar a uma epilepsia maligna. O filho tinha convulsões graves, a vida desta mãe era andar de hospitais em hospitais a tentar descobrir como combater a doença: «Cheguei a pensar em suicidar-me com o meu filho para ninguém sofrer»

Desesperada e sem apoios, admite que passou fome e via-se incapaz de dar a vida que queria aos filhos. Em Cuba, numa clínica de recuperação onde tentou salvar o filho, Clara conheceu o grande amor da sua vida. Eles eram ambos pais estavam a lutar pela recuperação dos filhos, o Miguel, é venezuelano, tem um filho com paralisia cerebral. Coincidência ou 'obra do destino' , também o Miguel teve duas meninas gémeas, uma morreu  ao fim de 3 dias de vida, a outra gémea (tal como a Bruna) sobreviveu. 

Clara e Miguel vivem uma bonita história de amor há 11 anos, casaram-se há 8 anos e são muito felizes.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos