Eládio Clímaco: «Nos últimos anos tenho-me sentido esquecido»

  • 9 nov 2021, 18:13

No «Goucha», o apresentador recorda a sua carreira e admite que tem saudades de estar em televisão.

Com oito décadas de vida, os anos parece que não passam por ele. Mantém o mesmo aspeto jovial e cuidado e a voz tão característica que associamos imediatamente aos «Jogos Sem Fronteiras» e ao «Festival da Canção». Eládio Clímaco afastou-se da televisão e da RTP há cerca de uma década, quando atingiu o limite de idade e teve que se reformar. Uma carreira de mais de quatro décadas, brilhante, que fez dele um dos rostos mais queridos do pequeno ecrã em Portugal. Apesar disso, sente alguma mágoa: «Nos últimos anos tenho-me sentido esquecido».

Nos últimos tempos, a vida de Eládio não tem tido o mesmo brilho, a mesma alegria. Depois da morte dos pais, de quem cuidou até morrerem, perdeu amigos muito próximos, como a apresentadora Helena Ramos ou o pintor Óscar Alves. A somar a estas perdas, extremamente dolorosas, teve ainda o infortúnio de dar uma queda em Fevereiro de 2019 que o limita, ainda hoje, ao nível dos movimentos.

Sem convites para voltar à televisão, tem-se entretido a fazer narrações de audiolivros nos últimos tempos.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos