Eugénia recorda casamento violento: «Ele puxou-me pelos cabelos e violou-me»

  • 15 out, 17:00

No «Goucha», a convidada recorda como conseguiu sair de uma relação violenta e voltar a encontrar o amor.

Maria Eugénia Roque é um exemplo de superação e dinamismo. Começou a trabalhar no campo em criança, casou, mas cedo percebeu que não era o amor que estava a viver. Foi vítima de violência doméstica de um homem que a tinha enganado. Contou que na altura não conseguiu separar-se do mesmo e passou vários anos a sofrer. Entre as várias agressões, Eugénia não esquece uma em particular: «Ele puxou-me pelos cabelos e violou-me».

Teve filhos do primeiro casamento, mas por eles e por si ganhou forças para se separar. Dedicou a vida ao trabalho, foi criada de servir e cabeleireira, antes de o primeiro marido a encher de dívidas e a obrigar a emigrar para a Bélgica, para onde foi em busca de uma vida melhor.

Viveu mais de 30 anos na Bélgica, sendo ali que criou os filhos e se voltou a apaixonar. Após a reforma, regressou com o marido Henri à terra natal e, como não é mulher para estar quieta, dedicou-se aos bordados e a outras artes, sendo um exemplo para toda a família.

MAIS