A relação de Teodoro (João Lagarto) e Sofia começou de forma muito calma e apaixonante. Conheceram-se nas reuniões dos Alcoólicos Anónimos e Sofia tornou-se a sua madrinha, e mais tarde namorada.

 

Mesmo depois de ficar sóbrio e endireitar a sua vida, Teodoro não deixou de amar Clara (Manuela Couto) e quando surgiu a possibilidade de se envolverem, novamente, não recusou. Sofia descobriu e acusou-o de ser um traidor, depois de ela ter sido a única pessoa a acreditar nele.

 

Teodoro chega a casa e Raquel diz-lhe que Sofia entrou ali completamente louca. Sofia parte tudo o que lhe aparece à frente, num ataque de loucura, e Teodoro tenta acalmá-la. Sofia insulta-o e insulta Clara, puxa de uma arma e aponta-a a Teodoro. Vai disparar, quando entra Alexandre e desvia o tiro a tempo.

 

Clara abraça Alexandre por ter salvo Teodoro e este conta que o pai não quer apresentar queixa de Sofia, mas Clara afirma que ela tem de ir presa pelo que fez.

 

Teodoro está desolado, pois os hóspedes foram embora e cancelaram reservas. Clara tenta dar-lhe ânimo e fala em vender a casa para produzir uma peça de teatro. Teodoro fica revoltado por ela estar a pensar na peça, quando ele ficou sem nada.

 

O casal discute e Clara diz-lhe que está a desafiá-lo para uma vida nova. Teodoro diz que, com ele, Clara não vai ter uma vida cultural, porque ele não é assim. Clara diz que ele pode mudar, mas enquanto decide se o quer fazer ou não, ela vai embora. Teodoro fica triste a olhar para um garrafa de bagaço. Será possível um final feliz para Teodoro e Clara? Veja tudo nos próximos episódios de "Jogo Duplo".