Alice Lobo Trindade

Júlia Palha

Imagina que um dia descobres que viveste uma vida que não era suposto ser a tua. Foi isso que aconteceu comigo. Mas vamos por partes. Como o meu irmão já explicou, os nossos pais apoderaram-se de definir tudo o que tem a ver com o nosso futuro. Como se não bastasse a confusão que o Gabriel arranjou a fazer de conta que estava a estudar na Suíça, eu ainda vou aumentar o volume desta ópera familiar. Como? Estou no último ano de Direito. Aguentei até aqui para não criar conflitos com os meus pais, mas… chega! Todo esse esforço é inútil. Acho ridículo estudar uma coisa que eu detesto para depois ter uma vida infeliz. Na melhor das hipóteses, seria uma advogada medíocre. Será que os meus pais não percebem que o sonho que eles têm para nós é deles, não nosso? E o pior é que continuam esse ciclo vicioso com a minha irmã Rita. Eu não vou permitir que eles cometam esse erro três vezes. A coragem para enfrentar os meus pais, desistir de Direito e mudar de curso só será possível quando eu conhecer o Edu na universidade. Ele está no último ano de Design de Equipamento. O apoio dele vai ser essencial, mas não é só isso. Ele é giro, carinhoso, criativo, e ainda vem com um extra: é um gato. Sim, nós vamos envolver-nos. Às vezes tenho a sensação que não nos conhecemos por acaso… Quando eu descobrir que o pai dele está desaparecido não porque fugiu com uma mulher, mas por uma razão muito mais sinistra, a minha vida vai dar uma volta de 180º. Chegou a minha vez de ser eu a apoiar o Edu e desvendar o que realmente aconteceu. A investigação não vai ser fácil. Vocês nem imaginam quem é o pai dele.