Leonor Alves

Paula Neves

Numa fração de segundo, a vida pode mudar para sempre. O meu marido, o Filipe, saiu para ir trabalhar e nunca mais voltou. Desapareceu sem deixar rasto. Eu sabia que ele já tinha tido um caso sério, que fazia charme com as clientes para lhes vender as casas… Ah, desculpe, esqueci-me de dizer que ele era agente imobiliário na Diamond Homes. A propósito, depois do desaparecimento dele, até vou ficar a saber que ele teve um caso com a filha do dono da imobiliária, a Sara. Portanto, a primeira coisa que me passou pela cabeça é que ele fugiu com outra. Não me surpreenderia. A verdade é que, se o Filipe teve um acidente, o corpo nunca apareceu. Não estou a ver que alguém o quisesse matar… a não ser algum marido traído. A polícia também nunca encontrou nada. Os dias passam e eu não consigo avançar com a minha vida, tenho a sensação que, do dia para a noite, o Filipe vai entrar por aquela porta e pedir-me desculpas. E não é só isso… Como deve imaginar, uma casa que vivia com dois ordenados passou a viver só com um. Não tem sido nada fácil assegurar a educação do Edu, o nosso filho. Tudo isto faz de mim uma mulher triste, amargurada. Mas novamente numa fracção de segundo, tudo volta a mudar. O que é que acontece? Eu era administrativa de um pequeno stand de automóveis usados. Já estava sem receber há três meses, e não era só eu. Não é que um dia me entra um brutamontes pelo stand, vai directo ao meu chefe e agarra-o pelos colarinhos? Era um cobrador do fraque a fazer o seu trabalho. Eu não perdi tempo, aproveitei-me do Robin dos Bosques para receber o meu também. E consegui, ele foi um querido. Já percebeu, não é? Esse homem era o Pipo. Desde o desaparecimento do meu marido, foi o único homem que me despertou interesse. O que não me passa pela cabeça é que o homem por quem eu me sinto atraída é o pai da Alice, a namorada do meu filho.