Óscar Magalhães

Pedro Granger

Sempre pensei que o meu casamento com a Joana ia durar para sempre. Eu sei que nós já não temos mais nada para dizer um ao outro, que o silêncio se tornou incomodativo, mas custa terminar uma história de amor sem ter acontecido nada de grave. Não apareceu uma paixão inesperada, uma traição, um segredo cabeludo… Imagino que esteja curioso para saber como é que chegámos a este ponto. Tudo começou quando a Joana decidiu abrir aquele maldito estúdio de Air Yoga. Ela passa o tempo todo lá, pendurada naqueles lenços, de cabeça para baixo… Eu e o Tiago somos praticamente inexistentes. Antes, nós partilhávamos as tarefas em casa. Agora, além de ser contabilista, sou pai e mãe, mulher-a-dias, cozinheiro, motorista… Eu vivo uma solidão a dois. Mas a cereja no topo do bolo ainda está para vir. Numa noite de copos, com a carência a mil, eu e a Joana acabámos na cama. Resultado: uma gravidez indesejada. Esse momento “love is in the air” ressuscitou uma esperança de que as coisas entre nós iam voltar a ser como dantes. Pura ilusão!