Teresa Nunes Aguiar

Vera Alves

Eu vivo na Madeira com o meu marido Artur e a minha filha Simone. Somos vizinhos da Lúcia e do Pipo. Só mais tarde é que regressamos ao continente e nos mudamos aqui para o prédio, onde vivem várias personagens. Mas voltemos à Madeira… Está a ver aquela vizinha bilhardeira, que quer saber tudo da vida dos outros? Sou eu. Isso não vai ser nada bom para a Lúcia. E porquê? Eu vi um homem – o pai do Edu – entrar em casa da Lúcia quando o marido e os filhos dela estavam ausentes. Como a imaginação de qualquer coscuvilheira é fértil, para mim a Lúcia estava a ter um caso com um homem casado. E como é que eu cheguei a essa conclusão? Porque encontrei a aliança que pertencia a esse fulano. Não vou entrar em pormenores, mas quando a Alice, a filha da Lúcia, começar a investigar o que realmente aconteceu ao pai do namorado dela, essas informações vão ser-lhe muito úteis. Quando a verdade vier ao de cima sobre o que aconteceu com a Lúcia e o pai do Edu, vão rolar cabeças.