25 DE ABRIL, 50 ANOS: toca a senha «E depois do adeus» - TVI

25 DE ABRIL, 50 ANOS: toca a senha «E depois do adeus»

Emissores Associados de Lisboa

A cronologia do dia inicial, inteiro e limpo

«Faltam cinco minutos para as 23 horas. Convosco Paulo de Carvalho com o Eurofestival de 74: ‘E Depois do Adeus»: foi com estas palavras que acabou de ser anunciada, na Rádio Alfabeta, via Emissores Associados de Lisboa, a senha que desencadeou a operação militar. O mérito foi de João Paulo Diniz, um rapaz de 25 anos, que há dois dias esteve reunido com Otelo Saraiva de Carvalho.

«A senha não era a música, a senha era a frase ‘faltam cinco minutos para as 23 horas», contou João Paulo Diniz à TVI. «Eu fui contactado pelo capitão Costa Martins, que veio ter comigo com o argumento que me queria oferecer uns discos. Fomos até ao carro dele, mas não havia discos nenhuns. Ele explicou-me que iam fazer uma revolução e que precisava de mim para lançar uma senha. Achei aquilo muito estranho e até pensei que era alguém da PIDE. Foi então que ele me perguntou se podia encontrar-me com Otelo Saraiva de Carvalho. Eu tinha estado com ele na Guiné, de 1970 a 72, e fazia gosto em reencontrá-lo. Combinámos encontrar-nos nessa segunda-feira, dia 22 de abril de 1974, no Apolo 70, no Campo Pequeno, e o Otelo explicou-me que a ideia era lançar um sinal e a seguir uma música do Zeca Afonso. O Zeca Afonso estava proibidíssimo e podia lançar confusão, e então sugeri-lhe o Depois do Adeus, que tinha estado pouco tempo antes na Eurovisão.»

A senha significava que, até àquele momento, nada obstava ao avanço da operação em todo o país.

SIGA AQUI A CRONOLOGIA ESPECIAL DO MAISFUTEBOL deste dia inicial, inteiro e limpo

O som da primeira senha na voz de João Paulo Diniz:

Continue a ler esta notícia