"Máximos históricos" no transporte aéreo. Aeroportos nacionais movimentaram 6,2 milhões de passageiros em maio - TVI

"Máximos históricos" no transporte aéreo. Aeroportos nacionais movimentaram 6,2 milhões de passageiros em maio

  • Agência Lusa
  • AM
  • 13 jul 2023, 12:26
Aeroporto

Maioria dos passageiros são provenientes do continente europeu

Relacionados

Os aeroportos nacionais movimentaram 6,2 milhões de passageiros em maio, uma subida homóloga de 15,2% e 10,7% acima de maio de 2019, antes da pandemia, divulgou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Desde o início de 2023 têm-se verificado máximos históricos nos valores mensais de passageiros nos aeroportos nacionais”, destaca o INE nas “Estatísticas Rápidas do Transporte Aéreo” relativas a maio.

No mês em análise, registou-se o desembarque médio diário de cerca de 100 mil passageiros nos aeroportos nacionais, valor superior ao registado em maio de 2022 (87,1 mil; +15,0%) e 10,6% acima do verificado em maio de 2019 (90,6 mil).

Segundo o INE, 82,3% dos passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais corresponderam a tráfego internacional, atingindo 2,6 milhões de passageiros, na maioria provenientes do continente europeu (70,1% do total), um aumento de 14,0% face a maio de 2022.

O continente americano foi a segunda principal origem, concentrando 8,6% do total de passageiros desembarcados.

Relativamente aos passageiros embarcados, 81,9% corresponderam a tráfego internacional, perfazendo um total de 2,5 milhões, tendo como principal destino aeroportos no continente europeu (71,2% do total), registando um crescimento de 14,3% face a maio de 2022.

Os aeroportos no continente americano foram o segundo principal destino dos passageiros embarcados (7,6% do total).

No acumulado de janeiro a maio, o número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais aumentou 33,6% face a igual período de 2022 e 13,0% relativamente a 2019.

O aeroporto de Lisboa movimentou 51,8% do total de passageiros (12,9 milhões), tendo crescido 36,9% quando comparado com o mesmo período de 2022 (+10,1% face a igual período de 2019).

Já o aeroporto do Porto concentrou 22,7% do total de passageiros movimentados e aumentou 32,0% (+14,5% comparando com igual período de 2019), enquanto o aeroporto de Faro registou um crescimento de 24,0% (+6,2% face ao mesmo período de 2019).

Considerando o volume de passageiros desembarcados e embarcados em voos internacionais entre janeiro e maio de 2023, o Reino Unido superou a França e surgiu como principal país de origem dos voos, com um crescimento de 28,2% face ao mesmo período de 2022.

A França ocupou a segunda posição e registou um aumento de 24,9%, mas manteve-se como principal país de destino dos voos, seguindo-se o Reino Unido.

Já Espanha ocupou a terceira posição como principal país de origem e de destino.

No que se refere ao movimento de carga e correio, recuou 3,0% em maio em termos homólogos, para 19,1 mil toneladas, ficando 5,1% acima de maio de 2019.

No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, registou um ligeiro decréscimo, de 0,6%, e, comparando com o mesmo período de 2019, aumentou 9,5%.

Continue a ler esta notícia

Relacionados