Esta companhia aérea vai pesar os passageiros dos voos internacionais antes de entrarem no avião - TVI

Esta companhia aérea vai pesar os passageiros dos voos internacionais antes de entrarem no avião

  • CNN
  • Lilit Marcus
  • 30 mai 2023, 18:10
Inquérito ao peso dos passageiros da Air New Zealand ocorrerá em alguns voos de 31 de maio a 2 de julho de 2023. Air New Zealand

Relacionados

Tirar os sapatos. Tirar as chaves do bolso. Subir na balança?

É isso mesmo: a Autoridade de Aviação Civil da Nova Zelândia está a pedir à sua companhia aérea nacional que pese os passageiros que partem em voos internacionais do Aeroporto Internacional de Auckland até 2 de julho de 2023.

O programa, que a Air New Zealand designa por sondagem sobre o peso dos passageiros, é uma forma de recolher dados sobre a carga e a distribuição do peso dos aviões, segundo a companhia aérea.

"Pesamos tudo o que vai no avião - desde a carga às refeições a bordo, passando pela bagagem no porão", disse Alastair James, especialista em melhoria do controlo de carga da companhia aérea, em comunicado. "Para clientes, tripulação e malas de cabina usamos pesos médios, que obtemos através desta sondagem."

No entanto, o peso é uma questão pessoal que nem todos desejam revelar. Para proteger a privacidade dos passageiros, a companhia aérea garante que os dados são anónimos.

Será pedido aos passageiros que se coloquem numa balança digital quando fizerem o check-in para o seu voo. A informação sobre o seu peso são depois enviadas para a sondagem, mas não será visível no ecrã da balança ou do agente aeroportuário.

As suas bagagens serão colocadas noutra balança idêntica para uma pesagem separada.

"Sabemos que subir à balança pode ser assustador. Queremos assegurar aos nossos clientes que não existe qualquer ecrã visível. Ninguém pode ver o seu peso, nem mesmo nós", afirmou James.

Esta não é a primeira vez que a Air New Zealand pede aos passageiros que subam à balança antes de embarcarem nos seus voos. Os passageiros domésticos já tinha participado nesta sondagem em 2021, mas a dos viajantes internacionais foi adiada devido à pandemia.

Entre as pessoas que podem ser convidadas a participar na sondagem estão as que viajam no voo direto de Auckland para o Aeroporto John F. Kennedy de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

A rota principal, com uma duração de 17 horas, foi lançada no outono do ano passado como um elemento essencial da estratégia pós-pandemia da Air New Zealand. É também um dos voos mais longos do mundo.

Continue a ler esta notícia

Relacionados