Este é o maior icebergue do mundo - e está em movimento - TVI

Este é o maior icebergue do mundo - e está em movimento

  • CNN
  • Amy Woodyatt
  • 1 dez 2023, 15:00
Imagem de satélite do maior icebergue do mundo, denominado A23a, visto na Antárctida a 15 de novembro de 2023. União Europeia/Copernicus Sentinel-3

Imagens de satélite do maior icebergue do mundo, denominado A23a, na Antártida, mostram que está em movimento.

O maior icebergue do mundo - que tem mais do dobro do tamanho de Londres, a capital britânica - está em movimento após décadas de permanência "agarrado" ao fundo do mar na Antártida.

A enorme massa de gelo separou-se da plataforma de gelo Filchner-Ronne em 1986, deu à luz e "aterrou" no fundo do Mar de Weddell, na Antártida, quase imediatamente.

O icebergue, chamado A23a, tem cerca de 400 metros de espessura e quase 4.000 quilómetros quadrados de área. A título de comparação, a Grande Londres tem 1.572 quilómetros quadrados [sendo que a Grande Lisboa tem 1.381 quilómetros quadrados, cerca de um terço do icebergue A23a].

Agora, quase três décadas depois, o iceberg provavelmente encolheu o suficiente para perder a aderência ao fundo do mar, como parte do ciclo natural de crescimento da plataforma de gelo, e começou a mover-se, disseram à CNN os cientistas Ella Gilbert e Oliver Marsh, do British Antarctic Survey.

O A23a deteve o título de "maior icebergue atual" várias vezes desde a década de 1980, sendo ocasionalmente ultrapassado por icebergues maiores mas de vida mais curta, incluindo o A68 em 2017 e o A76 em 2021, acrescentaram.

O icebergue, transportado pelas correntes oceânicas, irá provavelmente dirigir-se para leste e, ao seu ritmo atual, está a viajar cinco quilómetros (três milhas) por dia.

Gilbert e Marsh acrescentaram que, embora este icebergue em particular se tenha provavelmente separado como parte do ciclo natural de crescimento da plataforma de gelo, as alterações climáticas estão a provocar mudanças no gelo da Antártida e o continente está a perder enormes quantidades de gelo todos os anos.

Continue a ler esta notícia