José Sócrates foi um dos convidados pessoais para a tomada de posse de Lula da Silva, neste domingo, em Brasília, e esta presença acabou por ser criticada por André Ventura e Eduardo Bolsonaro.

O presidente do Chega publicou no Twitter uma imagem da notícia com a legenda: "Claro, bandido adora bandido!”

Pouco depois, o filho de Jair Bolsonaro e membro da Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro, partilhava a mensagem de Ventura e escrevia sobre a "quadrilha" na legenda de uma fotografia de uma notícia em que lembrava a detenção de Sócrates, em novembro de 2014.

“A quadrilha a reunir-se toda de novo. De certeza que não é a pensar no bem dos seus povos, mas para acertarem – agora sem erro – como acobertar as suas falcatruas”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

A relação de amizade entre Sócrates e Lula da Silva remonta a 2013, altura em que o novo presidente brasileiro viajou até Portugal para estar presente na apresentação do livro de José Sócrates.

Lula da Silva tomou posse no domingo como 39.º Presidente da República Federativa do Brasil, com um mandato que vai até 31 de dezembro de 2026.

Para além de Sócrates, o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa e o ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, também marcaram presença nas celebrações.

CNN Portugal / AM