Marcelo elogia trabalho de António Vitorino após a sua derrota nas eleições para líder da OIM - TVI

Marcelo elogia trabalho de António Vitorino após a sua derrota nas eleições para líder da OIM

  • Agência Lusa
  • FG
  • 15 mai 2023, 16:04
António Vitorino (Lusa/ José Sena Goulão)

Marcelo Rebelo de Sousa manifestou a convicção de que António Vitorino "terá mais oportunidades de pôr as suas capacidades pessoais e profissionais ao serviço de Portugal e do mundo"

Relacionados

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou esta segunda-feira o trabalho de António Vitorino como diretor-geral da Organização Internacional para as Migrações (OIM), considerando que foi excelente e imprimiu "nova dinâmica" a esta organização.

Numa mensagem publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa manifestou a convicção de que António Vitorino "terá mais oportunidades de pôr as suas capacidades pessoais e profissionais ao serviço de Portugal e do mundo".

O antigo ministro e comissário europeu retirou esta segunda-feira a sua candidatura à reeleição como diretor-geral da OIM, após ter perdido a primeira votação para a norte-americana Amy Pope.

"Ao concluir o seu mandato como diretor-geral do organização internacional das migrações felicito o Dr. António Vitorino pela excelência do trabalho que fez ao longo destes anos, que se traduziu no significativo alargamento do apoio da OIM a dezenas de milhões de migrantes à volta do mundo", escreveu o chefe de Estado, numa mensagem divulgada logo após a derrota de António Vitorino.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, António Vitorino "pôs ao serviço daquela organização das Nações Unidas as suas enormes capacidades pessoais e profissionais, imprimindo uma nova dinâmica e alargando muito significativamente o âmbito da sua atuação".

"Felicito por isso o Dr. António Vitorino por aquele excelente trabalho, certo que terá mais oportunidades de pôr as suas capacidades pessoais e profissionais ao serviço de Portugal e do mundo", acrescentou o Presidente da República.

Continue a ler esta notícia

Relacionados