APAF: Luciano Gonçalves recandidata-se a terceiro mandato - TVI

APAF: Luciano Gonçalves recandidata-se a terceiro mandato

Apito de árbitro (AP)

Presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol considera que a sua missão ainda está incompleta

Relacionados

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, Luciano Gonçalves, vai recandidatar-se a um terceiro mandato no organismo, anunciou esta terça-feira o dirigente à agência Lusa.

«Sim, confirmo a minha recandidatura. O motivo é por considerar que a missão ainda está incompleta», afirmou o líder da associação nacional de árbitros de futebol.

Eleito pela primeira vez em 2016, o antigo árbitro da AF Leiria decidiu avançar para o último conjunto de quatro anos por considerar que «faz sentido» que a equipa que o tem acompanhado, e que «vai continuar toda, mais ou menos, a mesma», possa «iniciar e acabar o projeto que idealizou e pensou».

«Estes são os três principais pilares: o centro de estágios, a questão do profissionalismo e da retenção», apontou Luciano Gonçalves.

Outro dos objetivos do ‘elenco’ de Luciano Gonçalves será «colocar métricas» no desempenho da arbitragem portuguesa, quer ao nível da sua representação internacional, quer ao nível da retenção.

«Temos de assumir que um dos objetivos é que nos próximos Europeu e Mundial temos de ter árbitros portugueses representados. Outra métrica tem a ver com termos mais árbitros, uma taxa de abandono menor, porque se o conseguirmos significa que estamos efetivamente a conseguir alterar aquilo que são os motivos de abandono», apontou.

A lista liderada por Luciano Gonçalves é, pelo menos até ao momento, a única candidata e inclui nos diversos órgãos sociais «pessoas com algum peso».

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE