Dezasseis ativistas detidos depois de bloquearem entrada do Conselho de Ministros - TVI

Dezasseis ativistas detidos depois de bloquearem entrada do Conselho de Ministros

Foram ainda identificados três jovens por terem participado na manifestação

Relacionados

A Polícia de Segurança Pública revelou que deteve 16 jovens numa ocorrência junto das antigas Instalações do Ministério do Mar onde, esta quinta-feira de manhã, cerca de 20 estudantes do grupo da Greve Climática Estudantil bloquearam a entrada do Conselho de Ministros, que decorreu em Algés, distrito de Lisboa. Os jovens ativistas foram detidos por desobediência.

Segundo o comunicado daquela força de segurança, foram ainda identificados três jovens por terem participado na manifestação.

"O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP informa que no dia 14 de setembro, decorreu uma manifestação não comunicada, promovida pelo grupo Greve Climática e Estudantil de Lisboa, durante a qual vários jovens bloquearam os portões de acesso às antigas instalações do Ministério do Mar e do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em Algés, acorrentando-se e colando-se aos portões e portas de acesso ao edifício. Os manifestantes apesar de sensibilizados para se desacorrentarem e libertarem o acesso às instalações, mantiveram a sua postura, levando a que, após ordem da PSP para a sua saída, não acatada pelos manifestantes e esgotados todos os procedimentos legais, fossem detidos 16 indivíduos por desobediência e identificados outros três pela sua participação nas ações referidas", lê-se no comunicado.

Apesar da manifestação, o Conselho de Ministros decorreu sem incidentes.

Os detidos vão ser notificados para comparecer em tribunal e vai ser aberto um processo interno para "esclarecer as circunstâncias relativas à concretização das ações dos manifestantes".

Continue a ler esta notícia

Relacionados