Pai de Kelvin Kiptum pede investigação à morte do filho - TVI

Pai de Kelvin Kiptum pede investigação à morte do filho

Kelvin Kiptum festeja vitória com recorde mundial na Maratona de Chicago (Eileen T. Meslar/Chicago Tribune vía AP)

Recordista mundial da maratona faleceu no último domingo num acidente de viação

Relacionados

O pai de Kelvin Kiptum, recordista mundial da maratona, apelou ao governo do Quénia que investigue as circunstâncias do falecimento do filho.

«Há uns dias chegaram pessoas à procura do Kiptum, mas recusaram identificar-se. Pedi-lhes que mostrassem alguma identificação, mas preferiram ir embora. Kiptum era o meu único filho, deixou-me com a sua mãe e os seus filhos. (...) Estou profundamente triste», referiu, Samson Cheruiyot, em declarações aos meios locais.

Emocionado, Samson Cheruiyot assegurou que Kiptum estava bem e preparando para bater novamente o recorde da maratona. «Disse-me que viria alguém para nos ajudar a construir uma casa e disse que o seu corpo estava em forma, capaz de baixar o recorde das duas horas da maratona», acrescentou.

O progenitor do atleta revelou que soube da morte do filho pela televisão. «Recebi a notícia da morte do meu filho enquanto via as notícias. Fui ao lugar do acidente, mas a Polícia já tinha levado o corpo para Eldoret.»

O governador do condado de Uasin Gishu, onde ocorreu a tragédia, já pediu às autoridades que «acelere as investigações». «Estamos tristes pela perda de Kiptum e pedimos à Polícia que acelere as investigações para que possamos saber o que causou o acidente», disse Jonathan Bii, aos jornalistas locais.

Kiptum faleceu, no passado domingo, aos 24 anos num acidente de viação. 

Continue a ler esta notícia

Relacionados