"Péssimo serviço" à causa ambiental. Santos Silva condena ataque com tinta contra o ministro do Ambiente - TVI

"Péssimo serviço" à causa ambiental. Santos Silva condena ataque com tinta contra o ministro do Ambiente

  • Agência Lusa
  • AG
  • 26 set 2023, 13:30

Reação do presidente da Assembleia da República através da rede social X

Relacionados

O presidente da Assembleia da República condenou esta terça-feira o ataque com tinta contra o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, por parte de ativistas climáticas, considerando que prestaram um péssimo serviço à causa ambiental.

“Agredir pessoas, sejam elas quais forem, impedi-las de falar e defender as suas opções, é sempre um ato condenável. Invocar a causa ambiental para tentar justificá-lo é um péssimo serviço prestado a essa causa, que bem precisa da nossa ação - democrática, consistente e efetiva”, escreveu Augusto Santos Silva na rede social X.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática foi atacado com tinta verde por duas jovens ativistas climáticas, em Lisboa, durante uma conferência da CNN Portugal sobre transição energética em que participam as empresas Galp e EDP.

Poucos minutos após o início da conferência, quando o ministro do Ambiente tomou a palavra, três jovens dirigiram-se ao palco e atiraram tinta verde que atingiu Duarte Cordeiro na roupa, enquanto gritavam frases de contestação ao Governo.

 "O Governo provou que não quer saber da transição climática ao fazer conferências com a EDP e a GALP", "Este vai ser o último inverno de gás", "Não permitimos que vendam o nosso futuro" e " A Galp e a EDP não querem saber da transição justa", foram algumas das frases que as jovens gritaram.

As ativistas foram, entretanto, retiradas da sala e a conferência foi interrompida para o ministro trocar de roupa e a sala ser limpa.

Continue a ler esta notícia

Relacionados