Uma menina de cinco anos salvou a vida do seu irmão mais novo após um acidente de automóvel ter matado os seus pais, deixando três crianças pequenas presas nos destroços durante mais de dois dias numa zona remota da Austrália Ocidental rural, noticiou a Nine News, afiliada da CNN.

Numa declaração oficial, a Polícia da Austrália Ocidental disse que o Land Rover Discovery da família foi descoberto terça-feira de manhã em Kondinin, a cerca de 280 quilómetros a leste da capital do estado, Perth.

Os pais, Cindy Braddock, de 25 anos, e Jake Day, de 28, foram declarados mortos no local, informou a polícia.

Os seus três filhos sobreviveram ao acidente, mas ficaram presos no veículo com os seus pais mortos sob temperaturas abrasadoras até serem descobertos por um membro da família que estava preocupado. A família de cinco pessoas - incluindo a rapariga e os seus dois irmãos, de dois e um anos - tinha sido dada como desaparecida um dia antes, quando não chegaram a uma celebração do Dia de Natal, noticiou a Nine News.

O parente Michael Read disse à Nine News que a menina de cinco anos salvou a vida do seu irmão mais novo ao libertá-lo da sua cadeira de criança.

“Se não fosse a criança de 5 anos a tirar o cinto de segurança da cadeira automóvel da criança de um ano, ele não estaria hoje connosco”, disse Read. “Ela provavelmente não saberá durante alguns anos”.

A sua provação foi agravada pelas altas temperaturas, disse Read.

Artigos dos três irmãos que sobreviveram ao acidente de viação. Foto Nine News Australia

“Basicamente ficaram presos no carro durante 55 horas debaixo de um calor de 30 graus”, afirmou ele à Nine News. “Ninguém sabe o que eles passaram”.

As crianças foram levadas para o hospital com uma desidratação grave, segundo a polícia.

Sobreviveram com ferimentos não letais, esperando-se que tenham alta do hospital nos próximos dias, segundo a Nine News.

CNN / Kathleen Magramo