Austrália vai interditar símbolos nazis no espaço público - TVI

Austrália vai interditar símbolos nazis no espaço público

  • Agência Lusa
  • DCT
  • 8 jun 2023, 16:13
Suástica, símbolo nazi (AP Photo/Esteban Felix)

De acordo com a agência de segurança nacional da Austrália, as pessoas associadas à extrema-direita estão atualmente envolvidas em 30% dos casos de contraterrorismo do país.

Os símbolos nazis serão em breve banidos dos espaços públicos na Austrália, onde os grupos de extrema-direita estão a ganhar terreno e a representar uma ameaça de ataques extremistas, segundo fonte judicial.

Um projeto de lei será apresentado na próxima semana no parlamento e é provável que seja aprovado, pois os partidos da oposição apoiam a iniciativa.

Esta lei proibirá a exibição e venda de insígnias nazis como a suástica ou o símbolo das SS", afirmou o procurador-geral Marc Dreyfus.

"Não há lugar na Austrália para símbolos que glorificam os horrores do Holocausto", disse Dreyfus, acrescentando: “Não permitiremos mais que ninguém lucre com a exibição e venda de objetos que celebram os nazis e a sua ideologia maléfica".

O Conselho Australiano para os Assuntos Judaicos saudou a medida, afirmando que era bem-vinda "numa altura em que o antissemitismo está a aumentar em todo o mundo".

Nos últimos anos, muitos australianos aderiram a grupos neonazis que estão a intensificar os esforços para recrutar novos membros, de acordo com os serviços secretos australianos.

De acordo com a agência de segurança nacional da Austrália, as pessoas associadas à extrema-direita estão atualmente envolvidas em 30% dos casos de contraterrorismo do país.

Para Mike Burgess, diretor-geral da agência nacional de informações, a Australian Security and Intelligence Organisation (ASIO), "no que diz respeito aos neo-neozis, o que preocupa são as pessoas que se deixam doutrinar por esta ideologia e que aproveitam a falta de medidas”.

“Porque essas pessoas passam depois à ação", continua.

Como exemplo, veja-se o ataque de Christchurch, em 2019, na Nova Zelândia, país vizinho da Austrália, quando um supremacista branco de origem australiana abriu fogo em duas mesquitas, matando 51 pessoas e ferindo 40.

Os dois estados mais populosos da Austrália, New South Wales e Victoria, já restringiram a exibição de símbolos nazis nos espaços públicos.

Esta nova proibição a nível nacional não se aplica aos símbolos nazis utilizados para fins artísticos ou educativos. Também não se aplica à suástica, um símbolo religioso muito utilizado no hinduísmo e no budismo, cuja forma faz lembrar a suástica nazi.

Continue a ler esta notícia