Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo e Vila Real arrancam o ano sob aviso vermelho por causa da precipitação persistente e por vezes forte, de acordo com a informação disponível no site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que acrescentou aquele último distrito à lista.

Numa atualização às 15:53, o IPMA colocou sob aviso vermelho, o mais grave numa escala de três, o distrito de Vila Real, entre as 03:00 e as 12:00 de domingo, tal como já estavam os outros quatro distritos, que veem o alerta elevado às 00:00.

Os quatro primeiros distritos entraram em aviso laranja às 14:00, passando para aviso vermelho à meia-noite. Às 12:00 de domingo descem para aviso amarelo.

Em conferência de imprensa, o comandante nacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil anunciou que "haverá um agravamento da situação” entre hoje e amanhã, pedido por isso cautela à população.

“Reduzir ao máximo as deslocações, ficar e casa e não conduzir nestas áreas afetadas porque é provável que haja inundações nas rodovias” são as recomendações feitas pela Proteção Civil.

O aviso vermelho significa uma "situação meteorológica de risco extremo" e, neste caso "chuva persistente e por vezes forte, que poderá ser pontualmente acompanhada de trovoada e fenómenos extremos de vento", segundo a página de internet do IPMA.

Também sob aviso laranja, o segundo mais grave, vai estar o distrito de Viseu, entre as 12:00 e as 18:00 de domingo.

Bragança, Évora, Guarda, Faro, Setúbal, Santarém, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Coimbra e Portalegre vão estar sob aviso amarelo, o menos grave, durante alguns períodos de domingo.

Vários municípios do Norte do país, como Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Ponte de Lima e Barcelos, cancelaram os festejos de fim de ano, devido ao agravamento das condições meteorológicas.

Possíveis cheias em meio urbano

A Proteção Civil alertou hoje para a possibilidade de cheias em meio urbano em especial no norte e centro do país, recomendando a redução de deslocações na noite de fim de ano.

“Há um potencial de cheias face à forte precipitação que se vai sentir entre hoje e amanhã [domingo]”, anunciou hoje o comandante nacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANPC).

Segundo André Fernandes, as bacias hidrográficas onde existem “maiores probabilidades de haver inundações em meio urbano assim como cheias” são as dos “rios Minho, Lima, Cávado, Ave, Douro, Vouga, Mondego e Tejo”.

Municípios a Norte cancelam festejos de Ano Novo

As autarquias de Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Santo Tirso e Amarante, no distrito do Porto, e de Chaves, Vila Real, divulgaram esta sexta-feira o cancelamento dos festejos de fim de ano, devido ao agravamento das condições meteorológicas.

Em Vila do Conde, o programa de passagem de ano junto ao Forte de São João foi cancelado, explicou esta autarquia através da rede social Facebook.

Também na Póvoa de Varzim as condições climatéricas adversas levaram ao cancelamento da festa de fim de ano e do fogo-de-artifício, após reunião entre as autoridades locais, divulgou esta câmara em comunicado.

A autarquia de Santo Tirso divulgou em comunicado que cancelou o programa de animação da noite de passagem de ano, previsto para a praça 25 de Abril, designadamente a atuação da Orquestra Pentágono, a distribuição de champanhe e o fogo-de-artifício.

Também o fogo-de-artifício da passagem de ano foi cancelado em Amarante, divulgou a autarquia no Facebook.

Já a Câmara de Chaves cancelou os festejos de passagem de ano previstos ao ar livre, com a exceção do lançamento de fogo-de-artifício, que ocorrerá nas margens do rio Tâmega pela meia-noite, divulgou esta autarquia.

Durante sexta-feira Porto, Gaia e Matosinhos tinham anunciado o cancelamento das celebrações de Ano Novo devido ao agravamento das condições meteorológicas.

A Câmara Municipal de Viseu e a Viseu Marca também anunciaram também na sexta-feira que as celebrações do fim de ano foram canceladas, mas mantém o fogo-de-artifício e a restauração a funcionar.

Também Barcelos e Ponte de Lima anunciaram este sábado que cancelaram os festejos da passagem de ano por causa do mau tempo. Em Barcelos, onde estará em vigor o aviso laranja, a Câmara Municipal decidiu "cancelar os referidos festejos, tendo em conta que o mais importante é salvaguardar pessoas e bens". Também "devido ao alerta laranja para o distrito de Viana do Castelo, o Município de Ponte de Lima decidiu cancelar o evento de "Passagem de Ano 2022" previsto para Freixo".

Andreia Miranda / com Lusa - atualizada ás 16:36