Nagorno-Karabakh: Azerbaijão admite que matou cinco soldados de paz russos e pede desculpa a Moscovo - TVI

Nagorno-Karabakh: Azerbaijão admite que matou cinco soldados de paz russos e pede desculpa a Moscovo

  • Agência Lusa
  • PF
  • 21 set 2023, 19:03
Nagorno-Karabakh (Arquivo AP)

Segundo o procurador-geral do Azerbaijão, os militares azeris mataram cinco soldados russos na quarta-feira ao disparem sobre a sua viatura, após terem sido “confundidos” por separatistas arménios

O Azerbaijão indicou esta quinta-feira, pela primeira vez, o número de soldados do contingente de paz russo mortos durante a ofensiva de Baku no Nagorno-Karabakh, referindo seis baixas em dois incidentes separados.

Segundo o procurador-geral do Azerbaijão, os militares azeris mataram cinco soldados russos na quarta-feira ao dispararem sobre a sua viatura, após terem sido “confundidos” por separatistas arménios. Um sexto militar russo foi morto no mesmo dia por “membros não identificados de formações armadas arménias” que dispararam sobre o seu veículo, segundo a mesma fonte.

O Ministério da Defesa russo tinha previamente anunciado a morte na quarta-feira de soldados russos, sem indicar o seu número. Já hoje, o Presidente do Azerbaijão, Ilham Aliev, apresentou as suas “desculpas” ao seu homólogo russo Vladimir Putin por estes militares caídos no decurso da ofensiva azeri.

Em paralelo, a Rússia indicou hoje ter detetado cinco violações do cessar-fogo no Nagorno-Karabakh, um dia após a sua instauração na sequência da capitulação dos separatistas arménios face a uma ofensiva imparável do Azerbaijão em apenas 24 horas.

“Desde o acordo de cessação das hostilidades, foram registadas cinco violações do cessar-fogo nos distritos de Chucha [dois] e de Mardakert [três]”, indicou em comunicado o ministério da Defesa russo.

Continue a ler esta notícia