Rússia declara guerra à Barbie: o parlamento propôs a proibição da boneca - TVI

Rússia declara guerra à Barbie: o parlamento propôs a proibição da boneca

  • CNN Portugal
  • JM
  • 29 jul 2023, 18:33
Barbie Banned (AP News Room)

O legislador russo Vitaly Milonov declara que a Barbie é "tóxica" para os valores russos

A boneca Barbie, um ícone global, pode ter impressionado o público em todo o mundo, mas na Rússia ainda não apareceu. 

Vitaly Milonov, deputado do parlamento russo, defende que existe uma "toxicidade" relacionada com a Barbie, considerando que a cultura russa possui personagens que merecem mais atenção. 

O responsável afirma que a Barbie não se adequa à Rússia, considerando-a "tola" e "tóxica" para os valores russos.

No último ano e meio as produtoras de Hollywood abandonaram o mercado russo, o que levou ao desaparecimento da maioria dos novos filmes das salas de cinema do país. Alguns cinemas recorreram à exibição de versões piratas não autorizadas, aproveitando o lançamento de filmes em língua russa em países vizinhos como o Cazaquistão e a Geórgia. No entanto, até mesmo as cópias piratas da Barbie pararam de ser exibidas, avança o El Mundo.

Em 2019 Milonov procurou proibir as bonecas Barbie sem características claramente masculinas ou femininas, rotulando-as de "bonecas anormais". Chegou mesmo a avisar que quem vendesse essas bonecas na Rússia deveria ser preso por atos de perversão contra crianças, quando já se começavam a apertar as regras contra a comunidade LGBTQI+. Sugeriu que os que revelassem os locais onde estas bonecas estavam a ser vendidas fossem recompensados com um "distintivo", apesar de estas bonecas não serem vendidas na Rússia.

Milonov declarou recentemente numa entrevista ao Podmoskovye Segodnya que lamenta que os pais considerem a Barbie como uma escolha saudável para os seus filhos. 

Nas mesmas linhas, Maria Butina, membro do Comité da Assembleia Nacional da Duma para os Assuntos Internacionais, disse à RIA Novosti: "Sou categoricamente contra o aparecimento de bonecas nas nossas lojas, por exemplo, de pessoas transgénero, ou bonecas que promovam relações entre pessoas do mesmo sexo".

A Rússia decidiu assim suspender, para já, a estreia do filme Barbie por considerar que diminui a sensibilidade das crianças e tem um efeito negativo na sua mente. Não é o único país a fazê-lo, países como o Pakitão, Vietnam e Filipinas também o fizeram.  

Apesar da suspensão do filme Barbie na Rússia, os fãs da Barbie aderem ao frenesim global e vestem-se de cor-de-rosa e fazem festas temáticas.

Continue a ler esta notícia