Suspeito de pornografia de menores fica proibido de aceder à Internet - TVI

Suspeito de pornografia de menores fica proibido de aceder à Internet

  • Agência Lusa
  • AG
  • 30 dez 2022, 13:08
Sala de audiências

A investigação deste caso teve origem numa comunicação proveniente de uma organização internacional

Um homem de 21 anos detido em Barcelos por suspeita de vários crimes de pornografia de menores foi proibido, pelo tribunal, de aceder à Internet, disse esta sexta-feira fonte da Polícia Judiciária.

Segundo a fonte, outra medida de coação aplicada ao suspeito foi a obrigação de se apresentar duas vezes por semana no posto policial da sua área de residência.

A investigação deste caso teve origem numa comunicação proveniente de uma organização internacional.

A PJ fez, esta semana, uma busca domiciliária na zona de Barcelos e, após a realização de pesquisas informáticas a diversos equipamentos, foram identificados centenas de vídeos e imagens contendo pornografia de menores, algumas com crianças “de tenra idade a participarem em atos sexuais explícitos”.

“Demonstrou-se, ainda, que o suspeito procedia à partilha de tais ficheiros através de aplicações informáticas com outros utilizadores ou, pela mesma via, efetuava o seu pedido a eventuais vítimas”, refere um comunicado da PJ.

O suspeito foi detido em flagrante delito, tendo sido apreendidos os equipamentos informáticos que serão, agora, alvo de perícia “para determinação da real dimensão e dos contornos da atividade” a que se dedicava.

Continue a ler esta notícia