O melhor onze de Di María? Tem Rui Costa e Otamendi, mas não tem Ronaldo - TVI

O melhor onze de Di María? Tem Rui Costa e Otamendi, mas não tem Ronaldo

Di María (Benfica)

Jogador concedeu entrevista à Tyc Sports e deixou CR7 de fora da sua equipa ideal

Relacionados

Di María concedeu uma entrevista à Tyc Sports e foi desafiado a escolher o melhor onze com quem partilhou o relvado. O jogador do Benfica escolheu Messi para o ataque, Rui Costa para o meio-campo e Otamendi para a defesa, mas acabou por deixar de fora Cristiano Ronaldo.  

«Como guarda-redes escolhia o Dibu Martínez, estava entre ele e o Casillas, são os dois guarda-redes que, para mim, por terem ganho tudo, pelo que são, acho que são os dois melhores, mas escolho o Dibu. Como centrais escolheria o Sergio Ramos e o Otamendi. Lateral-esquerdo Marcelo, 100%, qualidade incrível, enorme. Lateral-direito é mais complicado, já lá vamos», mas acabou por não escolher um defesa-direito.

«No meio-campo, um seria o Mascherano, sem dúvida. Jogaria com dois no meio, porque tenho muitos jogadores na frente. O outro seria Rui Costa, que jogaria a 10. Na frente, Messi), Neymar, Ibrahimovic e Mbappé. Joguei com imensos craques, é impossível fazer um onze. E estou a deixar de fora o Lautaro Martinez, o Van Persie, o Rooney. É impossível. Tive a oportunidade de jogar com tantos e ter esse privilégio que, por vezes, se não me fizerem uma pergunta dessas, não penso em quem jogou comigo e a verdade é que é uma loucura se tiver de o compor. Podia facilmente juntar duas equipas de estrelas», disse Di María, que não esqueceu Cristiano Ronaldo.

«Também deixei de fora Cristiano Ronaldo, Bale, Benzema. Sinceramente, é impossível descrever a minha carreira, tudo o que tive foi inigualável. É impossível voltar atrás e pensar que tive a sorte que tive. Ainda por cima tendo sido titular com todos eles, joguei sempre com todos, fui titular no clube com eles e não foi fácil. Quando o Kylian, o Ney e o Leo estavam lá, eu tinha o meu lugar. Com Benzema, Cristiano e Bale também. Também não nomeei Modric, Xabi Alonso. Sinceramente, fui um privilegiado no que me foi dado e estou grato a quem está lá em cima, porque tudo o que vivi foi graças a ele.»

Eis o onze de Di María: Emiliano Martínez; Não indicou, Otamendi, Sergio Ramos, Marcelo; Mascherano, Rui Costa; Neymar, Messi, Ibrahimovic, Mbappé.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE