VÍDEO: Benfica muito contestado em Faro, Schmidt atingido por garrafa - TVI

VÍDEO: Benfica muito contestado em Faro, Schmidt atingido por garrafa

Contestação ao Benfica em Faro (vídeo/X)

Ânimos muito exaltados após a vitória sobre o Farense. Tiago Gouveia tentou acalmar os adeptos e o treinador deixou duras críticas na sala de imprensa

Relacionados

Apesar da vitória por 3-1 sobre o Farense, os adeptos do Benfica contestaram a equipa logo após o apito final e o treinador Roger Schmidt até foi atingido por uma garrafa atirada das bancadas, tendo de ser agarrado por elementos do staff.

Quando os jogadores se encaminhavam para o túnel, um enorme grupo de adeptos encostou-se aos placares publicitários e insultou a equipa. Entre gritos de protesto, houve também quem atirasse água aos atletas, o que motivou a reação de Tiago Gouveia. 

O jovem avançado, formado nas águias, pediu calma aos adeptos e conseguiu serenar, em certa medida, os ânimos.

De resto, a manifestação de desagrado por parte dos adeptos do Benfica já tinha acontecido durante o jogo. Alguns benfiquistas presentes no Estádio de São Luís insultaram o presidente Rui Costa e pediram a demissão do treinador Roger Schmidt ao longo da partida.

Após o jogo, o técnico alemão criticou duramente o comportamento dos adeptos e pediu que ficassem «em casa».

«Estou feliz com os jogadores, mas não estou com o comportamento dos adeptos. Devo dizê-lo. Na minha opinião, é demais. Consigo perceber que nem toda a gente esteja contente. Eu vejo a minha equipa, os jogadores, sempre a darem tudo pelo Benfica. Serem atacados e insultados por algumas pessoas... não é o que eles merecem e, para mim, isso não é aceitável», disse Schmidt em conferência de imprensa.

«Este tipo de reações é, de longe, excessiva. Estas pessoas, para mim, não são benfiquistas: se se comportam assim, após vencermos um jogo. Também quando ganhámos ao Marselha, em casa, mostraram o mesmo e vimos a diferença entre o nosso estádio e do Marselha. Eu sei que não posso mudar isso, mas o que quero dizer é que precisamos dos nossos fãs, de fãs positivos, que amem o Benfica, que nos apoiem. Não precisamos deste tipo de pessoas: que fiquem em casa», completou.

Continue a ler esta notícia

Relacionados