Schmidt: «Este é o tipo de dores de cabeça que gosto de ter» - TVI

Schmidt: «Este é o tipo de dores de cabeça que gosto de ter»

Benfica-Moreirense, 3-0 (reportagem)

Roger Schmidt, treinador do Benfica, em conferência de imprensa, depois da vitória sobre o Moreirense (3-0), no Estádio da Luz, em jogo da 29.ª jornada da Liga:

Análise ao jogo, encontrou sinais positivos para o jogo de quinta-feira, com o Marselha?

- Sim, é sempre bom ganhar. É bom para confiança e, em geral, ficámos muito felizes hoje porque ganhámos um jogo difícil. Não é fácil defrontar o Moreirense, está a fazer uma boa época para uma equipa que foi promovida à I Liga a época passada. Não é fácil marcar-lhes golos, portanto estamos muito contentes. Não foi fácil, porque fizemos muitas alterações e precisámos de algum tempo para entrar no jogo e criar oportunidades, mas penso que controlamos bem, marcamos golos, não sofremos, os jogadores somaram tempo de jogo, para outros foi importante descansarem um pouco. Isso foi importante depois de três jogos muitos exigentes nas duas últimas semanas. Penso que foi importante fazer descansar alguns jogadores. Agora temos quase todos os jogadores mais frescos para quinta-feira. Estão em forma, vão descansar um pouco e vamos preparar-nos para a segunda mão com o Marselha.

Ganhou boas dores de cabeça para o resto da temporada?

- É a parte mais difícil do trabalho de um treinador, fazer as equipas, fazer escolhas, mesmo tendo boas opções. Isso é importante para um clube como o Benfica, que tem objetivos elevados, por isso tem de ter boas opções. Nos últimos três jogos jogámos com o mesmo onze em três jogos muito difíceis. Hoje foi o momento para outros jogadores se mostrarem e isso foi um bom sinal para a equipa, para todo o plantel. Os jogadores mostraram que podem jogar, estão bem em termos físicos, em termos técnicos e mostraram uma boa mentalidade, isso é muito bom para nós. É também um objetivo para as últimas quatro ou cinco semanas da época. Ter todos os jogadores disponíveis, termos muitas opções, para depois eu, no dia dos jogos, tomar decisões. Nunca é fácil tomar decisões, quando se tem tantos bons jogadores como nós temos, mas este tipo de dores de cabeça é das que gosto porque isso quer dizer que tenho bons jogadores.

Benfica fica a quatro pontos do Sporting que vai atualizar o calendário na próxima terça-feira. Ainda acredita que é possível chegar ao título?

- Claro que sim, ainda acredito que é possível. Já não está nas nossas mãos, portanto é difícil gerir a situação, mas claro que acredito. Faltam-nos cinco jogo, seis para o Sporting, temos de ganhar os nossos jogos. Temos de colocar pressão, fazer tudo para chegarmos ao próximo jogo e ver o que vai acontecer. Acredito que é possível, se eles lá chegarem, eles merecem de certeza, se não chegarem nós temos de estar lá.

Continue a ler esta notícia