Parlamento: Catarina Martins formaliza renúncia ao mandato e é substituída por Isabel Pires - TVI

Parlamento: Catarina Martins formaliza renúncia ao mandato e é substituída por Isabel Pires

  • Agência Lusa
  • DCT
  • 11 set 2023, 13:28
XIII Convenção Nacional do Bloco de Esquerda (António Cotrim/Lusa)

Catarina Martins já tinha anunciado, em entrevista à agência Lusa, em 23 de maio, que iria deixar de ser deputada no final da sessão legislativa.

A ex-coordenadora do Bloco de Esquerda Catarina Martins formalizou esta segunda-feira o pedido de renúncia ao mandato parlamentar, com efeitos a partir de 14 de setembro, e vai ser substituída por Isabel Pires.

Na missiva dirigida ao presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, à qual a Lusa teve acesso, a deputada eleita pelo círculo eleitoral do Porto solicita, “por motivos pessoais, a renúncia do seu mandato com efeitos a partir de 14 de setembro de 2023, inclusive”.

De acordo com o BE, Catarina Martins será substituída pela bloquista Isabel Pires, que foi deputada na anterior legislatura e, na atual, susbtituiu José Soeiro - parlamentar que, entretanto, já regressou à Assembleia da República.

Catarina Martins já tinha anunciado, em entrevista à agência Lusa, em 23 de maio, que iria deixar de ser deputada no final da sessão legislativa.

Este anúncio foi feito nas vésperas da convenção do BE, na qual a bloquista deixou a liderança do partido, assumida entretanto por Mariana Mortágua.

Na entrevista à Lusa, Catarina Martins considerou que “não tem muito sentido” continuar no parlamento “não sendo já coordenadora”.

Depois de quase 14 anos como deputada, a dirigente bloquista disse que, apesar de abandonar a bancada parlamentar do BE, iria permanecer na direção do partido.

Catarina Martins foi eleita deputada pela primeira vez nas legislativas de 2009, então como independente nas listas do BE, tendo sido reeleita nas eleições legislativas seguintes já como militante.

A segunda sessão legislativa da atual legislatura tem início em 15 de setembro.

Continue a ler esta notícia