BE diz que aumento intercalar das pensões comprova “instrumentalização dos pensionistas” - TVI

BE diz que aumento intercalar das pensões comprova “instrumentalização dos pensionistas”

  • Agência Lusa
  • BC
  • 17 abr 2023, 17:22
Catarina Martins (Lusa)

A ainda coordenadora do BE diz que os pensionistas continuam a perder

Relacionados

O Bloco de Esquerda considerou esta segunda-feira que o anunciado aumento intercalar de 3,75% das pensões é “um truque” e “uma instrumentalização dos pensionistas”, que continuarão “a perder poder de compra face à inflação”.

Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, a coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu que, ao contrário do anunciado pelo Governo, esta medida não é só um ajuste de “modo a cumprir a lei”, porque, referiu, “há seis meses em que os pensionistas não receberam a pensão que deviam e sobre isso o Governo nada diz”.

“Comprova-se que foi uma instrumentalização dos pensionistas e, sobretudo, os pensionistas continuam a perder depois desse anúncio porque há seis meses que não foram pagos de uma pensão que era devida e há uma inflação que até agora e para a frente continua a crescer bem acima das pensões”, acrescentou a deputada bloquista.

Os pensionistas vão ter, a partir de julho, um aumento de 3,57% nas suas pensões, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa, no final de um Conselho de Ministros extraordinários que aprovou novas medidas de apoio ao rendimento.

"Na sequência do Programa de Estabilidade [hoje apresentado] fizemos hoje um Conselho de Ministros extraordinário que aprovou um aumento intercalar das pensões a partir do próximo mês de julho, no valor de 3,57%", disse o primeiro-ministro.

António Costa precisou que, somada ao aumento já concretizado em janeiro, esta nova medida vai fazer com que "ao longo deste segundo semestre os pensionistas já terão a sua pensão atualizada ao valor que resulta da lei de bases da Segurança Social".

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos