"Sei o que é ser envergonhada pelo corpo diariamente." Lizzo está "magoada" com a queixa de três ex-bailarinas - TVI

"Sei o que é ser envergonhada pelo corpo diariamente." Lizzo está "magoada" com a queixa de três ex-bailarinas

  • CNN
  • Lisa Respers France
  • 3 ago 2023, 15:25
Lizzo (Photo by Amy Harris/Invision/AP, File)

Cantora diz que as alegações são "inacreditáveis e demasiado ultrajantes" para ficarem sem resposta

Relacionados

Lizzo está a ser alvo de uma ação judicial interposta contra si por três das suas antigas bailarinas.

A queixa, apresentada no Tribunal Superior de Los Angeles na terça-feira e à qual a CNN teve acesso através de um advogado das queixosas, alega que as três mulheres foram sujeitas a um ambiente de trabalho hostil e a assédio enquanto trabalhavam para a cantora vencedora de quatro Grammy.

A queixa também envolve a produtora de Lizzo, Big Grrrl Big Touring, Inc. (BGBT) e uma pessoa descrita como "líder do elenco de dança" como arguidos no processo.

Na quinta-feira, pela primeira vez, Lizzo abordou publicamente a queixa através de uma declaração nas suas redes sociais.

"Estes últimos dias têm sido muito difíceis e extremamente dececionantes. A minha ética de trabalho, o meu moral e o meu respeito foram postos em causa. Normalmente, opto por não responder a falsas alegações, mas estas são tão inacreditáveis e demasiado ultrajantes para não serem abordadas", escreveu a artista.

Entre as alegações apresentadas no processo, uma das três queixosas afirma ter sido encorajada pela cantora a "tocar nos artistas nus" quando se encontrava numa discoteca no Red Light District de Amesterdão, nos Países Baixos, durante uma digressão em fevereiro.

Outra queixosa diz que se sentiu pressionada a "explicar o seu aumento de peso e a revelar pormenores pessoais íntimos sobre a sua vida para manter o emprego", depois de a cantora ter questionado o seu empenho na equipa de dança.

"Estas histórias sensacionalistas vêm de antigos empregados que já admitiram publicamente que lhes foi dito que o seu comportamento em digressão era inapropriado e pouco profissional", sublinhou Lizzo na sua resposta.

"Como artista, sempre fui muito apaixonada pelo que faço. Levo a minha música e as minhas atuações a sério porque, no final do dia, só quero produzir a melhor arte que me represente a mim e aos meus fãs. Com a paixão vem o trabalho árduo e os padrões elevados. Por vezes, tenho de tomar decisões difíceis, mas nunca é minha intenção fazer com que alguém se sinta desconfortável ou como se não fosse valorizado como parte importante da equipa", prosseguiu, acrescentando que não se está "a fazer de vítima", mas que também sabe que não é "a vilã que os jornais retrataram nestes últimos dias".

"Não há nada que eu leve mais a sério do que o respeito que merecemos como mulheres no mundo. Sei o que é ser envergonhada pelo corpo diariamente e nunca criticaria ou demitiria um funcionário por causa do seu peso", garantiu Lizzo. "Estou magoada, mas não vou deixar que o bom trabalho que fiz no mundo seja ofuscado por isto. Quero agradecer a todos os que estenderam a mão e me apoiaram para me levantar durante este período difícil."

As três ex-dançarinas, Crystal Williams, Arianna Davis e Noelle Rodriguez, apareceram na "CNN This Morning" nesta quinta-feira com seu advogado e responderam à declaração de Lizzo.

"A declaração de Lizzo só veio aumentar ainda mais a minha desilusão em relação à situação, porque os factos são os factos, o que vivemos e o que testemunhámos foi absolutamente o que aconteceu", disse Crystal Williams. "Não há nada de sensacionalista nisto. Por isso, tudo o que posso esperar é que as pessoas se concentrem mais nos factos do que na opinião pública."

Arianna Davis concordou. "Pessoalmente, ver a reação da Lizzo foi muito desanimador porque ela estava lá. Ela estava lá e escrever um pedaço de papel que desacredita tudo o que estamos a dizer é incrivelmente frustrante."

*Alli Rosenbloom contribuiu para este artigo

Continue a ler esta notícia

Relacionados