Antigo jogador do FC Porto parte retrovisores de um carro a pontapé - TVI

Antigo jogador do FC Porto parte retrovisores de um carro a pontapé

Carlos Alberto

Carlos Alberto pode vir a ser expulso do condomínio onde vive, na Barra da Tijuca

Relacionados

Carlos Alberto, antigo jogador do FC Porto, pode vir a ser expulso do condomínio onde vive, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, devido a um processo judicial em que o antigo jogador é acusado de ter partido os retrovisores de um carro a pontapé.

O incidente ficou registado pelas câmaras do condomínio e mostram Carlos Alberto, atualmente com 39 anos, a discutir com uma pessoa que está estacionada dentro de um carro. O antigo jogador acaba por irritar-se e, depois, destrói os retrovisores do carro a pontapé. A vítima não saiu do interior do carro e acabou por deixar o condomínio logo de seguida.

O processo judicial resulta de uma queixa conjunta dos moradores do condomínio que, além de referido incidente, juntam uma lista de mais de cinquenta ocorrências decorridas entre junho de 2019 e março de 2023, entre as quais música alta, palavrões, urinar em local público, entre outras confusões atribuídas ao antigo internacional brasileiro.

Segundo avança o jornal Globo, as multas acumuladas por Carlos Alberto, relacionadas com problemas no condomínio, já superam os 20 mil reais (mais de 3.600 euros), mas nunca foram pagas.

Formado no Fluminense, Carlos Alberto chegou ao FC Porto em 2003/04, com apenas 19 anos, e foi campeão europeu logo no primeiro ano, em Gelsenkirchen, na equipa comandada por José Mourinho.

Em 2005 regressou ao Brasil para representar o Corinthians e depois o Fluminense, antes de regressar à Europa para vestir a camisola do Werder Bremen onde somou apenas cinco jogos.

Até ao final da carreira, em 2019, representou ainda o São Paulo, Vasco da Gama, Grémio, Bahia, Goiás. Botafogo, Figueirense, Atlético Paranaense e Boavista do Rio de Janeiro.

Continue a ler esta notícia

Relacionados