Filipe Luís: «Jesus é o treinador do futebol total, o treinador perfeito» - TVI

Filipe Luís: «Jesus é o treinador do futebol total, o treinador perfeito»

Jesus e Felipe Luís

Jogador do Flamengo recordou treinador português na véspera do seu último jogo da carreira

Relacionados

Filipe Luís vai fazer o último jogo da carreira, na próxima madrugada, frente ao São Paulo e, em entrevista à Fla TV, o jogador do Flamengo foi presenteado com diversos testemunhos de antigos colegas e treinadores que teve ao longo da carreira, entre os quais Jorge Jesus e Diego Simeone.

O lateral brasileiro, de 38 anos, ao ouvir as palavras de Jorge Jesus, teceu diversos comentários de apreço sobre o português, que foi seu treinador entre 2019 e 2020, na altura ao serviço do Flamengo. Com Jorge Jesus, Filipe Luís venceu a Libertadores, o Brasileirão, a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana.

«É uma das pessoas mais especiais que conheço. Porque ganhámos em 2019? Jorge Jesus. Para mim foi o diferencial daquela equipa, o líder, o capitão do barco, quem tomava as decisões, quem definia a equipa e a tática. O treinador do futebol total, o treinador perfeito», afirmou o internacional brasileiro.

«Tivemos inúmeras discussões, mas nunca levou para o coração, colocou sempre o Flamengo acima de tudo. Ele pedia para metermos o clube acima de tudo e ele próprio metia o clube acima de tudo. Ele não tinha problema em confrontar e cobrar os jogadores, mas também não tinha o ego de dizer aos jogadores que faltavam ao respeito: não jogas mais comigo. Eu pensei que, com falta de humildade, com quinze anos de Europa, ia para o Brasil ensinar, mas o que eu fiz foi aprender com Jorge Jesus. Falo sempre com ele, alguma dúvida tática, se estou triste com algo, ligo para ele e falamos durante horas. É uma pessoa que me ajuda muito e hoje o meu pensamento do jogo é totalmente igual ao dele», acabou por concluir.

Quanto a Diego Simeone, que treinou Filipe Luís nos tempos áureos no Atlético Madrid, o jogador brasileiro afirmou que foi a «pessoa mais importante» da sua carreira. «É o número um», destacou o defesa destacando os ensinamentos que o técnico argentino lhe passou, tanto como jogador como pessoa.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos

EM DESTAQUE