Um incêndio num casino e hotel no Camboja, no qual morreram 26 pessoas, foi causado por um curto-circuito, disseram este sábado as autoridades, sublinhando que a configuração do edifício atrasou as operações de socorro.

O incêndio deflagrou na quarta-feira à noite por volta das 23:30 (04:30 em Lisboa) no casino e hotel Grand Diamond City em Poipet, uma cidade cambojana na fronteira com a Tailândia.

O fogo espalhou-se rapidamente e várias pessoas foram forçadas a saltar de janelas e varandas para escapar, de acordo com vídeos divulgados na Internet e testemunhos de trabalhadores das equipas de resgate.

"O acidente foi causado por um curto-circuito", disse Kun Kim, vice-presidente da Comissão de Gestão de Desastres cambojana, que confirmou, em balanço final, a morte de 26 pessoas, incluindo 17 tailandeses, um malaio e um nepalês.

"Alguns morreram de queimaduras, outros de falta de oxigénio, outros morreram a tentar sair", acrescentou, lamentando o atraso em controlar o fogo devido à falta de equipamento e à configuração da estância turística.

As buscas terminaram na sexta-feira à noite, depois de as equipas de resgate terem inspecionado todo o edifício, acrescentou Kun Kim.

Os serviços de socorro cambojanos foram ajudados pelos homólogos tailandeses do outro lado da fronteira, onde foram recebidos muitos feridos.

As autoridades tailandesas indicaram que mais de 50 pessoas foram hospitalizadas, 13 das quais em estado crítico na sexta-feira à noite.

/ AM