Covid-19: China vai deixar de exigir teste PCR que mantinha para alguns viajantes - TVI

Covid-19: China vai deixar de exigir teste PCR que mantinha para alguns viajantes

  • Agência Lusa
  • PP
  • 25 abr 2023, 12:54
Teste de deteção do SARS-CoV-2

Mas foi recomendado que os viajantes “protejam a sua saúde” e “acompanhem” o seu estado de saúde, antes de viajarem

 A China vai deixar de exigir, a partir de sábado, um teste de ácido nucleico negativo para a covid-19 a quem entra no país, uma exigência que se mantinha para os viajantes oriundos de várias nações.

A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China Mao Ning explicou hoje, em conferência de imprensa, que, com o objetivo de “facilitar ainda mais o intercâmbio entre a China e o resto do mundo”, as pessoas que viajam para o país asiático “podem realizar um teste de antigénio, em vez de um teste PCR”, nas “48 horas antes de embarcarem”.

Mao recomendou que os viajantes “protejam a sua saúde” e “acompanhem” o seu estado de saúde, antes de viajarem.

Em março passado, as embaixadas do país asiático em vários países, incluindo Portugal, tinham já anunciado a retirada da exigência do PCR para viajar para a China, embora permanecesse em vigor para passageiros de algumas nações.

A China aplicou durante quase três anos a rigorosa política de ‘zero casos’ de covid-19, que implicou o encerramento quase total das fronteiras: só podiam entrar no país cidadãos chineses e um reduzido número de estrangeiros, na condição de cumprirem um período mínimo de 14 dias de quarentena em instalações designadas.

O país começou a desmantelar a estratégia no final de 2022, após a realização de protestos em várias cidades.

Continue a ler esta notícia