Um meteorito caiu em Kaalijarv, na Estónia, por volta de 1500 a.C.. E sabe-se agora que este objeto tem partes desse meteorito - TVI

Um meteorito caiu em Kaalijarv, na Estónia, por volta de 1500 a.C.. E sabe-se agora que este objeto tem partes desse meteorito

  • CNN
  • Jack Guy
  • 21 ago 2023, 19:29
Lança

Parte de lança feita de meteorito há 3.000 anos encontrada perto de lago na Europa

por Jack Guy, CNN

Uma ponta de uma lança da Idade do Bronze encontrada na Suíça foi feita com ferro de um meteorito, diz um novo estudo.
Datada de entre 900 e 800 a.C., a ponta de uma lança de 39 milímetros de comprimento foi encontrada num local de habitação em Mörigen, no Lago Biel, na Suíça, durante escavações no século XIX, de acordo com o estudo realizado por uma equipa de investigadores do Museu de História Natural de Berna.

O artefacto, com cerca de 3.000 anos, foi criado com ferro proveniente de um meteorito que caiu na Estónia, o que significa que ferro de origem meteorítica era comercializado na Europa por volta de 800 a.C. ou mesmo antes dessa data, afirmam os investigadores, acrescentando que é invulgar encontrar vestígios tão antigos da utilização de ferro meteorítico. "Estas provas de uma utilização precoce do ferro meteorítico são extremamente raras", lê-se no comunicado de imprensa sobre a descoberta.

Na altura, os humanos ainda não tinham começado a fundir ferro a partir de minérios de óxido, mas era possível encontrar algum ferro metálico nos locais de impacto dos meteoritos, segundo o estudo.

Embora tenham sido encontrados objetos fabricados com ferro de meteoritos em vários países - Turquia, Grécia, Síria, Iraque, Líbano, Egipto, Irão, Rússia e China -, artefactos deste tipo só foram encontrados na Europa Ocidental e Central duas vezes, ambas na Polónia.

Agora, com a descoberta da ponta da lança, os investigadores confirmaram Mörigen como um terceiro local na Europa.

Origens do meteorito

No início da investigação, os especialistas avançaram que o ferro utilizado na ponta da seta provinha do meteorito Twannberg, que caiu na Terra a poucos quilómetros do local onde se encontram os vestígios da casas pré-históricas, construídas sob estacas, nesta zona da Suíça.

No entanto, a análise ao ferro mostrou não ser esse o caso - e também não provém de outro de um meteorito que caiu na Polónia.

Existem apenas três meteoritos conhecidos com uma composição química semelhante na Europa, mas os investigadores afirmam que a fonte mais provável para o material desta seta é um meteorito que caiu em Kaalijarv, na Estónia, por volta de 1500 a.C. e "produziu muitos pequenos fragmentos", segundo o estudo.

Alguns desses fragmentos teriam mais tarde acabado por viajar até ao sudoeste da Suíça ao longo das rotas comerciais, diz à CNN a principal autora do estudo, Beda Hofmann, chefe do departamento de Ciências da Terra do Museu de História Natural de Berna.

"O comércio através da Europa durante a Idade do Bronze é um facto bem estabelecido: âmbar do Báltico (como a ponta de flecha, presumivelmente), estanho da Cornualha, contas de vidro do Egito e da Mesopotâmia", diz por e-mail a autora. "Provavelmente, o transporte demorava um pouco mais do que hoje e o peso da carga rondava as toneladas, não os milhões de toneladas", acrescenta Hofmann.

Embora a maioria das pessoas das aldeias da Idade do Bronze que habitavam os lagos suíços tenha dedicado o seu tempo à agricultura, à caça e à pesca, há provas - incluindo moldes para fundição de bronze encontrados em Mörigen - de que já havia profissões especializadas, diz.

O estudo foi publicado no Journal of Archaeological Science.

Continue a ler esta notícia