Palestiniano de 19 anos morto em confrontos com israelitas na Cisjordânia - TVI

Palestiniano de 19 anos morto em confrontos com israelitas na Cisjordânia

  • Agência Lusa
  • 6 out 2023, 09:19
Confrontos entre israelitas e palestinianos na Cisjordânia (Majdi Mohammed/AP)

Pelo menos 247 palestinianos, 32 israelitas, um ucraniano e um italiano foram mortos desde o início do ano, em atos de violência ligados ao conflito israelo-palestiniano

Um palestiniano foi morto esta madrugada em Huwwara, no norte da Cisjordânia ocupada, que tem sido palco de violência recorrente desde o início do ano, de acordo com o ministério da Saúde da Palestina.

"Labib Mohammad Lahib Damidi, de 19 anos, foi baleado no coração por colonos na cidade de Huwwara", declarou o ministério, em comunicado, sem avançar com mais pormenores sobre as circunstâncias da morte do jovem.

Um comunicado do exército israelita sugeria que o jovem tinha sido baleado por soldados.

Situada a sul da cidade palestiniana de Nablus, Huwwara tem sido palco, desde o início do ano, de vários ataques a tiro mortais de palestinianos, contra carros que transportavam israelitas, e de ataques em represália por parte de colonos judeus da zona circundante contra a população local.

Na quinta-feira, um palestiniano foi morto a tiro na zona por soldados israelitas, depois de ter aberto fogo com armas automáticas contra um carro preso num engarrafamento, sem que nenhum civil israelita no veículo tenha sido atingido, informou o exército.

Após a meia-noite, "dezenas de civis israelitas reuniram-se" e "durante esta reunião, civis israelitas e residentes palestinianos da cidade atiraram pedras", escreveu o exército, afirmando ter destacado "meios de controlo de motins" para "parar os confrontos", segundo um comunicado militar.

Os soldados também abriram fogo "com munições reais" contra "um suspeito" que tinha atirado "uma pedra de calçada contra um veículo israelita", acrescentou o exército, afirmando que o homem tinha sido atingido.

O Crescente Vermelho palestiniano declarou ter tratado no local 58 pessoas que tinham inalado gás lacrimogéneo.

O exército comunicou "informações [...] sobre atos de vandalismo contra a propriedade de residentes palestinianos da cidade por civis israelitas".

Em fevereiro, dezenas de colonos israelitas incendiaram vários edifícios na cidade, depois de um ataque palestiniano ter provocado a morte a dois israelitas na cidade.

Pelo menos 247 palestinianos, 32 israelitas, um ucraniano e um italiano foram mortos desde o início do ano, em atos de violência ligados ao conflito israelo-palestiniano, segundo uma contagem da agência de notícias France-Presse baseada em fontes oficiais israelitas e palestinianas.

Estas estatísticas incluem combatentes e civis, incluindo menores, do lado palestiniano, e civis, incluindo menores e três membros da minoria árabe, do lado israelita.

 

Continue a ler esta notícia