O próximo dia 6 de maio será dia de festa no Reino Unido. No sábado, o Palácio de Buckingham divulgou a agenda oficial para a coroação do rei Carlos III, que terá a duração de três dias.

O sábado arranca com a procissão do rei, durante a qual Carlos III e a rainha-consorte vão percorrer as ruas de Londres, do Palácio de Buckingham até à Abadia de Westminster, onde terá lugar o serviço "religioso e solene", conduzido pelo Arcebispo da Cantuária, e onde o casal real será coroado. 

Depois da cerimónia, os reis regressam ao Palácio de Buckingham na procissão da coroação, com mais pompa e circunstância e que antecede o último ato oficial: a saudação de Carlos III e Camilla, a primeira enquanto monarcas, no balcão do palácio, ladeados dos membros da família real.

No domingo, terá lugar o Concerto da Coroação, no Castelo de Windsor, que será transmitido em direto pela BBC, com milhares de bilhetes a serem disponibilizados ao público através de um "sorteio nacional" feito pela emissora, e que terá a participação de “ícones globais da música e estrelas contemporâneas, juntas numa celebração desta ocasião histórica”.

O concerto contará com a presença de voluntários de várias associações de solidariedade no público. “Além das estrelas do concerto, o espetáculo vai contar com uma presença exclusiva do Coro da Coroação”, um coro virtual "composto por cantores da Commonwealth”, assim como a presença de cantores amadores e um coro composto por refugiados, trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde, cantores da comunidade LGBTQ+ e intérpretes de língua gestual.

Ainda no domingo, vai decorrer o "Grande Almoço da Coroação", onde vizinhos e comunidades são convidados a unir-se numa “ação nacional de celebração e amizade”, partilhando refeições em espaços públicos como parques, jardins e espaços comunitários enquanto acompanham as cerimónias da coroação.

As festividades terminam na segunda-feira, com o “Big Help Out”, que pretende incentivar a participação em ações de voluntariado, organizado pela The Together Coalition, os Escuteiros e o Royal Voluntary Service. 

Apesar da divulgação do programa das festas, a lista de convidados para a cerimónia ainda não foi divulgada, não se sabendo, por exemplo, se o príncipe Harry e Meghan Markle marcarão presença na coroação. Em entrevista ao jornalista britânico Tom Bradby aquando a publicação do livro "Na Sombra", Harry não se comprometeu com a presença no evento.

"Muita coisa pode acontecer até lá. Mas a porta está sempre aberta. A bola está do lado deles. Há muito para ser discutido e espero mesmo que eles estejam dispostos a sentar-se e a conversar".

Andreia Miranda