Taxa de juro do crédito da casa sobe para 3,7% em junho na Zona Euro - TVI

Taxa de juro do crédito da casa sobe para 3,7% em junho na Zona Euro

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • Alberto Teixeira
  • 2 ago 2023, 11:48
Habitação (Manuel de Almeida/Lusa)

Novos empréstimos para a compra de casa registaram em junho a taxa de juro média mais elevada desde 2012 na Zona Euro. Há ano e meio que sobe. Depósitos também têm taxas mais elevadas

Relacionados

A taxa de juro média dos novos empréstimos para a compra de casa na Zona Euro voltou a subir em junho, atingindo os 3,7%, igualando o valor mais elevado desde março de 2012, segundo os dados divulgados esta quarta-feira pelo Banco Central Europeu (BCE).

Há ano e meio que o custo do crédito da casa está a subir, o que se deve ao aperto monetário do BCE para controlar a escalada da inflação. Neste período, a taxa média dos novos empréstimos para a aquisição de habitação acumula um aumento de 239 pontos base.

No caso dos empréstimos da casa com taxa mista, em que se fixa a taxa por um período de um ano e depois passa para taxa variável, o juro médio os novos contratos avançou para 4,39%, um aumento de 16 pontos base em relação ao mês anterior. Para os contratos com taxa mista em que se fixa a taxa por um período de um ano até cinco anos, o juro médio avançou para 4,07%.

Também a taxa de juro média dos novos empréstimos às empresas deu um salto em junho. Aumentou 22 pontos base em relação ao mês anterior, para atingir os 4,79%, o valor mais elevado desde dezembro de 2008, segundo o banco central.

Em relação aos depósitos de particulares, a taxa de juro médio das aplicações com prazo até um ano aumentou 24 pontos base para 2,73%, a taxa mais alta em 11 anos.

Os depósitos a três meses registaram uma subida de taxa de juro na ordem dos sete pontos base para 1,37%. Já a taxa de juro os depósitos à ordem praticamente não se alterou, mantendo-se nos 0,23%.

Continue a ler esta notícia

Relacionados