Um menor de 10 anos matou um colega de escola de 11 com um tiro na cabeça por ter perdido nas máquinas de jogo, em La Perla, no estado de Veracruz, México.

O incidente ocorreu no domingo num salão de jogos. Chateado por ter perdido, o rapaz foi a casa buscar a arma do pai e disparou sobre Samuel Reyes, de 11 anos.

A mãe da vítima mortal contou que encontrou o filho "entre a vida e a morte", depois de ter sido atingido acima da orelha. Samuel foi transportado para o hospital, mas acabou por morrer.

O agressor e a família fugiram, mas as autoridades investigam o seu paradeiro.

"A única coisa que peço é que me ajudem a fazer justiça porque o meu filho morreu por causa dos pais desse menino que o matou", apontou a mãe de Samuel, citada pelo diário Reforma. "É uma irresponsabilidade deixar uma arma em cima da mesa como se fosse algo para comer", acrescentou.

O governador de Veracruz, Cuitláhuac García, disse ser "triste" que uma criança tivesse acesso facilitado a uma arma e prometeu que seriam apuradas responsabilidades.

/ MM