Matou a namorada a tiro dentro de uma loja "movido por ciúmes" e de forma premeditada - TVI

Matou a namorada a tiro dentro de uma loja "movido por ciúmes" e de forma premeditada

  • Agência Lusa
  • MSM
  • 9 jul, 12:12

O homem, que também era sócio da vítima, acabou por entregar-se na GNR de Estarreja

Relacionados

A Policia Judiciaria (PJ) adiantou esta terça-feira que o homem que, na segunda-feira, matou com dois tiros uma mulher no Porto e que depois se colocou em fuga agiu “movido por ciúmes e num quadro de premeditação”.

Em comunicado, aquela força de investigação esclarece que o homem, de 51 anos, foi detido “fora de flagrante delito” por suspeita da prática do crime de homicídio qualificado da namorada e sócia de 40 anos.

Ao final da tarde de segunda-feira, no interior de uma loja, o detido, aponta a PJ, “movido por ciúmes e num quadro de premeditação, empunhou uma espingarda caçadeira e efetuou dois disparos, atingindo mortalmente a mulher”.

Segundo a PJ, o homem “vinha controlando os movimentos da vítima, sua namorada e sócia, surpreendeu-a no seu local e trabalho”.

Após o crime, o suspeito colocou-se em fuga e entregou-se horas mais tarde no posto da GNR de Estarreja.

O detido vai ser presente à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

Continue a ler esta notícia

Relacionados