Fábio Paim em lágrimas: «Foi uma escolha minha, foi um erro meu» - TVI

Fábio Paim em lágrimas: «Foi uma escolha minha, foi um erro meu»

Fábio Paim

Antiga promessa do Sporting fala sobre o tempo que passou na prisão de Caxias, de onde conseguia ver os treinos de Cristiano Ronaldo na Seleção Nacional

Relacionados

A vida de Fábio Paim nunca foi o conto de fadas que o talento do antigo jogador prometia, mas bateu no fundo em 2019, quando foi detido na posse de cinco quilos de cocaína e condenado a prisão efetiva por tráfico de droga. Passou então um ano no estabelecimento prisional de Caxias.

O miúdo que aos 13 anos recebeu um prémio de 350 mil euros do Sporting e que aos 20 anos tinha um salário de quase um milhão de euros, diz que a prisão foi o pior que lhe aconteceu na vida. Mas que também lhe permitiu abrir os olhos e deixar de viver num mudo de fantasia.

«A prisão foi muito dura e difícil para mim e para a minha família. Mas acabou por ser bom . Aprendi que o que é fácil não é bom para nós. E eu não podia mais ter aquele estilo de vida, precisava de trabalhar e de ter dignidade. A minha vida está mais tranquila agora. Tenho a certeza que irei cometer mais alguns erros, porque sou humano, mas estou bastante mais tranquilo», referiu Paim.

«A prisão não era lugar para um menino como eu. Não quero que ninguém sinta pena de mim. Foi uma escolha minha, foi um erro meu. Mas eu precisava do conforto e do apoio que só a família nos pode dar. A família é o mais importante.» 

As declarações da antiga promessa leonina foram feitas ao jornal inglês The Sun, no âmbito de uma reportagem sobre a ligação a Ronaldo e o fim trágico de um talento que prometia mais do que o próprio Cristiano.

«A prisão em que estive fica ao lado do campo onde treina a seleção portuguesa , por isso eu pude vê-los treinar todos os dias para a fase de qualificação do Euro 2020. Eu estava lá por um motivo e nunca pensei: ‘Ah, o Cristiano está ali e eu também deveria estar'.»

A conversa sobre a prisão fez, de resto, Fábio Paim desabar em lágrimas. Sobretudo ao falar do quanto magoou o mãe.

«Quando eu tinha fama, dinheiro e andava nas festas, achava que aquilo é que era a felicidade... agora sou mais feliz com menos. Tive de ser honesto com meus filhos. Eu apenas pedi que eles estivessem lá para mim, para me visitar. A minha mãe sempre foi meu grande apoio e ainda é. O que mais me dói é o quanto eu os magoei com meus erros, porque eles não mereciam. Peço desculpas por estar emocionado... não posso evitar.»

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos