Um ferido e seis desalojados provocados pela queda de teto de prédio no Porto - TVI

Um ferido e seis desalojados provocados pela queda de teto de prédio no Porto

  • Agência Lusa
  • AG
  • 27 abr 2023, 20:07

Prédio de três andares "desabou parcialmente"

A queda do teto de um prédio na Rua 31 de Janeiro, no Porto, provocou seis desalojados e um ferido que está a ser atendido no local, revelou hoje à Lusa o comandante da Polícia Municipal, António Leitão.

O responsável da Polícia Municipal disse que o ferido “está consciente”.

Ainda segundo o graduado, trata-se de um prédio de três andares que, devido à queda do teto, “desabou parcialmente”.

As seis pessoas retiradas são de nacionalidade estrangeira, adiantou a Câmara do Porto, havendo uma criança entre elas.

Segundo o presidente da Câmara Municipal do Porto, o prédio "não tem o mínimo de condições de habitabilidade", pelo que a autarquia vai garantir o alojamento das pessoas esta noite.

"Vamos arranjar local para ficarem", referiu Rui Moreira.

Também no local, o comandante do Regimento dos Sapadores de Bombeiros do Porto e coordenador municipal da Proteção Civil, Carlos Marques, esclareceu que as seis pessoas se encontravam no 2.º e 3.º piso do prédio, e que quatro saíram com recurso a auto-escada e duas pelo próprio pé.

De acordo com Carlos Marques, inicialmente havia suspeita de que pudessem existir vítimas nos escombros, mas a unidade cinotécnica confirmou que não.

"Havia informação de que viviam 10 pessoas neste edíficio", acrescentou.

O responsável referiu ainda que o edíficio "não reúne condições de habitabilidade" e que as equipas estão, neste momento, a avaliar o seu estado.

A derrocada parcial do edíficio, explicou, foi provocada pela queda da parede mieira [entre o prédio em causa e o contíguo onde decorre uma obra] que fez com que o "interior do edíficio derrocasse parcialmente".

No local, estiveram 40 elementos, apoiados por 15 viaturas.

Continue a ler esta notícia