Cinco detidos em operação especial da PSP em zonas de diversão noturna de Lisboa - TVI

Cinco detidos em operação especial da PSP em zonas de diversão noturna de Lisboa

  • Agência Lusa
  • MJC
  • 15 jul 2023, 09:12
PSP (Foto: Facebook PSP)

Detenções realizadas devido a posse de droga e de arma, condução sem carta e violência doméstica

A PSP de Lisboa deteve este sábado cinco pessoas durante uma operação de policiamento de zonas de diversão noturna no centro da cidade, por posse de droga e de arma branca, de condução sem carta e de violência doméstica.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP refere que, no âmbito desta Operação Especial de Prevenção Criminal - que decorreu entre as 01:30 e as 05:30 na área de diversão do centro da cidade, em particular no Bairro Alto - foram abordadas e identificadas várias pessoas e apreendidas uma faca, uma balaclava, uma coluna de som, uma chave de fendas e diversos tipos de droga.

Foram ainda fiscalizados vários estabelecimentos comerciais, tendo sido elaborados três autos de contraordenação por originais da folha do livro de reclamações não enviados para Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), um auto de contraordenação por o duplicado folha do livro de reclamações não ter sido entregue ao utente e três autos por funcionar com música após as 23:00 de portas abertas.

A operação foi desenvolvida sob a coordenação da 1.ª Divisão Policial e com o apoio de diversas valências da PSP, designadamente Equipas de Intervenção Rápida, Equipas de Prevenção e Reação Imediata, Equipas de Investigação Criminal e Unidade Especial de Polícia, através de equipas do Corpo de Intervenção.

Segundo a PSP, “na área do centro da cidade têm vindo a ser incrementadas ações de policiamento direcionadas para a prevenção e deteção de crimes, especialmente os cometidos com recurso a armas proibidas, nas zonas de diversão noturna”, com o objetivo de “reforçar os índices de segurança dos cidadãos em geral e nos utentes dos espaços de diversão noturna do Centro de Lisboa em particular”.

Continue a ler esta notícia