O matemático Eduardo Veloso morreu hoje aos 94 anos no Hospital de Cascais, onde estava internado, disse à Lusa a afilhada Margarida Pinto Correia.

Segundo Margarida Pinto Correia, um dos projetos em que o matemático "estava a trabalhar, ainda há escassos meses, era um livro que cruzava a Geometria com a História de Arte".

A Associação de Professores de Matemática (APM), do qual Eduardo Veloso era sócio fundador e onde coordenou o Grupo de Trabalho de Geometria, realça, na sua página na internet, que o matemático "quase até ao fim da vida não deixou de estudar e trabalhar sobre Geometria e Arte, insistindo sempre em deixar textos que pudessem ser úteis para os professores".

Eduardo Veloso formou-se em Matemática e foi navegador da TAP. Publicou livros de geometria e dezenas de artigos na revista Educação e Matemática, editada pela APM e da qual foi diretor.

O matemático foi condecorado em 2000 pelo ex-Presidente Jorge Sampaio com o grau de Grande Oficial da Ordem de Mérito e em 2016 pelo atual Presidente, Marcelo Rebelo de Sousa, com o grau de Comendador da Ordem de Instrução Pública.

O velório será na quarta-feira na Igreja São João de Deus, em Lisboa, e o funeral na quinta-feira no Cemitério dos Olivais, também em Lisboa.

/ NM