IL e PAN separados pela energia, pelos impostos, pela ideologia - TVI

IL e PAN separados pela energia, pelos impostos, pela ideologia

O debate entre Rui Rocha e Inês de Sousa Real ficou marcado pela discordância. Apenas concordaram em esperar pelo relatório da UTAO sobre o impacto da reposição da carreira dos professores

Da energia aos impostos, dos jovens à educação, ainda com tempo para uma ida ao “parque de diversões”, o debate entre Rui Rocha e Inês de Sousa Real mostrou o quão distantes estão a Iniciativa Liberal do PAN. E ambos fizeram questão de o mostrar.

O debate começou logo com a discordância sobre a energia nuclear, uma proposta que a IL tem no seu programa - mesmo reconhecendo que pode haver “um problema de viabilidade económica em Portugal” - e que o PAN diz que se trata de uma “produção muito mais cara” e que depende de um bem escasso em Portugal: a água.

“Portugal tem um problema grave de seca, de água. “Não podemos implementar uma tecnologia que depende da água para arrefecer os seus receptores, não é uma tecnologia que em Portugal podemos olhar com ligeireza”, disse Inês de Sousa Real, atirando: “Não podemos viver num país de ilusão liberal.”

A questão dos impostos foi também mais uma prova do quão distantes estão os dois partidos, com o PAN a acusar a IL de se preocupar com os ricos e a IL a acusar o PAN de não apresentar números, de não apresentar o próprio programa eleitoral e de se ter aliado ao Partido Socialista levando o país ao estado atual.

Veja quem ganhou o debate aqui

“A Inês viabilizou todos os orçamentos de António Costa desde 2019 que trouxeram o país a esta situação. (...) Além de viabilizarem todos os orçamentos de António Costa desde 2019, quando a IL apresentou uma proposta de descida de IRS até para os mais jovens, o PAN não viabilizou”, acusou Rui Rocha. Inês de Sousa Real apressou-se a responder: “Essa proposta beneficia os mais ricos.”

Na educação, os dois líderes partidários apenas concordaram num tema - o único em todo o debate - é preciso esperar pelo relatório da UTAO - Unidade Técnica de Apoio Orçamental para saber qual o impacto da reposição do tempo de serviço dos professores.

Continue a ler esta notícia