Elon Musk e Tesla absolvidos em caso de fraude com financiamento anunciado no Twitter - TVI

Elon Musk e Tesla absolvidos em caso de fraude com financiamento anunciado no Twitter

Elon Musk (Jeff Chiu/AP)

Homem mais rico do mundo livra-se do pagamento de uma indemnização bilionária

Elon Musk e a Tesla foram absolvidos de um caso de suposta fraude após o CEO da empresa ter publicado um tweet em que dizia ter assegurado financiamento suficiente para retirar a fabricante de carros da bolsa.

Trata-se de uma publicação feita em 2018, e pela qual Elon Musk, Tesla e toda a administração da empresa foram acusados. “Estou a considerar privatizar a Tesla por 420 dólares [por ação]. O financiamento está assegurado”, escreveu o homem mais rico do mundo a 7 de agosto de 2018.

A essa publicação seguiu-se novo tweet no qual Elon Musk reafirmava que “o apoio de investidores está confirmado”. A valorização das ações da Tesla acabou disparar a seguir a essa partilha, acabando por cair a pique depois de a privatização não ter ido em frente.

A decisão foi tomada por um juiz depois de ouvido um júri, que acabou por deliberar que Elon Musk não enganou os investidores. O veredito foi alcançado após os nove jurados terem passado nove horas a deliberar no dia final de um julgamento que durou três semanas.

Durante esta sexta-feira Elon Musk esteve por várias horas a ouvir os argumentos dos queixosos que, entre outras coisas, o apelidaram de narcisista que gosta da anarquia.

Caso fosse considerado culpado Elon Musk poderia ter de desembolsar milhares de milhões de dólares em indemnizações aos queixosos que apresentaram queixa.

Continue a ler esta notícia