Trabalhar a partir de casa permite poupar, em média, até 72 minutos por dia em deslocações, avançou este mês o National Bureau of Economic Research, num estudo citado pela Bloomberg

Os trabalhadores chineses são aqueles que mais tempo conseguem poupar: até 102 minutos por dia. Seguem-se o Japão (100 minutos), Índia (99 minutos), Brasil (82 minutos), Egito, Rússia e Reino Unido (73 minutos), Canadá e Alemanha (65 minutos) e Estados Unidos (55 minutos). Por outro lado, aqueles que menos poupam são os sérvios (até 51 minutos diários).

De acordo com o estudo da organização sem fins lucrativos, que durante dois anos analisou o tempo despendido em deslocações em 27 países, o tempo que se poupa ao evitar deslocações de casa para o local de trabalho (e vice-versa) é investido, essencialmente, em novos empregos (40%) e um terço em atividades de lazer e 11% em autocuidado.

ECO - Parceiro CNN Portugal / Mariana Tiago